Henry Cavill olha para pessoas reais, não vigilantes de quadrinhos Este super-herói é também um sanduíche

O ótimo ator encontra “uma mulher que esteja confortável em sua própria pele” sexy. Ruben V. Nepales
(Conclusão)
LOS ANGELES – Nesta conclusão da minha coluna sobre Henry Cavill, ele fala abertamente sobre o que o atrai a uma mulher, se ele fosse fazer comprar e trouxesse roupas para uma namorada (a questão foi inspirada por uma cena bem-humorada em seu novo filme, “O Agente da  U.N.C.L.E.” de Guy Ritchie, que também é estrelado por Armie Hammer e Alicia Vikander), seus heróis pessoais, por que valores são importantes para ele e como ele superou um desgosto com a ajuda de … um sanduíche.
Para Henry, um ensino formal de qualidade não é uma garantia de sucesso. “Você pode ter um cara, que estudou durante 15 anos em todas as melhores escolas, que não será tão bom quanto o cara que nunca estudou”, ressaltou. “Atuar é uma habilidade intangível em que você chega num ponto quando a ação acontece e você realmente espera que o desempenho saia. Mas não há nenhuma garantia de que ele realmente vai acontecer”.
Há uma cena de compras divertida em “O Agente da UNCLE”, os personagens viris de Henry e de Armie escolhem as roupas e sapatos para Alicia (Gaby Teller), uma mecânica de garagem do Leste de Berlin que de repente se vê uma mulher envolta em alta costura em uma missão com estes dois agentes que querem realmente matar um ao outro.
Henry também é do tipo que iria fazer compras para uma mulher? “O tipo de mulher que eu teria não me deixaria dizer-lhe qualquer coisa”, dispara o britânico com um sorriso. “Eu não sei sobre roupas femininas. Eu sei o que eu gostaria de ver e eu sei o que eu acho atraente – que varia dependendo da pessoa, porque as pessoas são todas diferentes em formas e tamanhos. A roupa é projetada para complementar todas as formas e tamanhos diferentes. Eu posso aconselhar alguém e posso dizer: Isso parece ótimo”.
“Se eu for comprar um par de sapatos para uma garota, eu gosto de pensar que tenho razoavelmente um bom olho, mas a moda é tão pessoal. Alguém pode gostar de um par de sapatos de salto alto de “fantasia”, mas uma outra garota pode pensar, ‘Eu realmente prefiro um par de botas militares com calças jeans.’ Não muitas garotas não gostariam de um par de sapatos de salto alto, apesar do que possam dizer. Mas eu não diria que eu sou um fashionista quando se trata de roupas femininas, embora eu saiba o que agrada ao meu olho”.
O próprio Henry está sempre bem vestido, especialmente em ocasiões que exigem trajes formais. “Essa é a ideia, você pode esconder tudo (quando você está vestindo um terno)”, Henry brincou.
Amores passados
O ator dramático, que interpretou seu primeiro papel no cinema em sua adolescência, quando ele foi escalado como Albert Mondego em “O Conde de Monte Cristo”, foi noivo da amazona britânica Ellen Whitaker e saiu com a caçadora Marisa Gonzalo e a atriz Gina Carano.
Ele definiu o que o atrai numa mulher: “O que eu acho sexy em uma mulher é quando uma mulher é ela mesma. O que alguém acha sexy em relação a alguém é quando alguém se sente confortável em sua própria pele, porque essa é a única maneira você ser feliz. Se você não está confortável consigo mesmo, você está tornando sua própria vida miserável para sempre”.

Ao ator de Superman foi perguntado o que ele consideraria o seu ato mais bravo até agora. “Eu salvei um bebê de um prédio em chamas uma vez”, ele brincou.
CAVILL, que interpreta o “Homem de Aço”, admira seus pais e irmãos.



“Eu estou brincando, eu realmente não fiz isso. Eu acho que a coisa mais corajosa que eu fiz foi eu ter dito a alguém: “Eu não acho que nós deveríamos estar juntos em um relacionamento.” Apesar do fato de amá-la, eu acho que foi errado (dizer-lhe) pois a machuquei. Por que isso realmente é uma porcaria e realmente dói”.
“Meses depois, olhei para trás e pensei: sim, você fez a coisa certa. Isso foi bom.”
Nesses princípios que ele, nativo das Ilhas do Canal, no Reino Unido enfatizou: “A ética é muito importante. Eu tento ser o mais ético que eu posso. A integridade é vital para mim e quem eu sou baseia-se nisso. Eu sei que há apenas uma coisa que eu posso levar comigo quando estiver em meu leito de morte e essa coisa é a minha integridade. Eu não posso levar o meu dinheiro. Eu não posso levar casas e barcos ou a minha mulher ou meus filhos.
“Mas se ao chegar ao meu leito de morte eu pensar que pelo menos eu fui eu, e honestamente eu, até esse momento. E se eu não me deixar abater ao longo da minha vida, eu posso morrer com um sorriso no meu rosto. Especialmente se eu tiver filhos, posso dizer aos meus filhos que a coisa certa a fazer é não se sentir como um mentiroso no processo. Isso é provavelmente a coisa mais importante para mim”.
Integridade
Os Heróis de Henry são seres humanos de carne e osso, e não vigilantes de quadrinhos. “Meus heróis são as pessoas que me ensinaram integridade -minha mãe, meu pai, família, irmãos e melhores amigos”, ressaltou.
“Eu realmente nunca olhei para as pessoas que eu não conhecia ou que eram personagens na TV ou de livros e disse: ‘Oh, esse é o meu herói.” Estou realmente fascinado pelos gostos de Alexandre, o Grande, mas eu não conheço o cara. Todas as histórias que eu li, são de algum cara me dizendo sobre Alexandre, o Grande, e quem sabe qual é o seu viés?”.
“Considerando o que eu conheço de minha mãe, pai e irmãos, eu sei o que eles passaram. E eu sei como eles ainda são os mesmos, as pessoas que são hoje. Eu sei as coisas extraordinárias que meus melhores amigos já passaram. E eles têm de sair como pessoas humildes, honestos e bons.
“Eu aprendi com eles esses valores. Eu não acho que alguém necessariamente disse: ‘Ei, é a integridade, integridade, integridade, mas eu peguei ao longo do caminho. Eu percebi que, mesmo que eu ame fazer dinheiro, ter casas bonitas e sair de férias, eles me ensinaram que tudo isso vai embora, e o que me resta?”
O cara que era um sério candidato para o papel de James Bond contra Daniel Craig (Henry foi considerado muito jovem então) foi questionado sobre o momento mais difícil, até agora, em sua vida.
“Meu maior desgosto – não é um coração partido sempre o momento mais difícil, não importa o que você faça?”, Ele perguntou em voz alta. “Então, sim, eu tive meu coração partido e tive meus melhores amigos cuidando de mim depois de um desgosto. Eu não estava sendo particularmente ruim. Eu estava apenas sendo mal-humorado e com o coração partido’.
O rosto de Henry se iluminou quando ele lembrou, “Ver a alegria nos rostos dos meus amigos quando eu finalmente comi um sanduíche, o que foi notável porque eu não estava comendo. A esposa do meu amigo fez um sanduíche específico que eu comi. Só de vê-los tão felizes, me ensinou muito. Eles agora o chamam de Sanduíche Henry”.
E o que estava no sanduíche? Ele respondeu abrindo um sorriso: “É carne de porco com pimentão e banana, cozidos lentamente em um pão (‘soft roll’, termo usado por Henry, é o nosso pão de cachorro quente). Tão simples”. 

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *