O Mapa dos Sonhos do IPE em parceria com a Durrell Wildlife Conservation

 
O projeto do Mico-Leão-Preto deu origem ao IPE (Instituto de Pesquisas Ecológicas), um dos mais renomados centros de pesquisa e preservação do Brasil. Já contamos em nossas matérias, que ele nasceu em parceria com a Durrell, organização com sede em Jersey e que tem o ator britânico Henry Cavillcomo embaixador.
 
Atuando no Pontal do Paranapanema – extremo oeste do estado de São Paulo – o intuito é garantir a preservação do mico-leão-preto, (uma das 4 espécies de mico que só existe na Mata Atlântica de interiores do Brasil), com a restauração de habitat “construindo” um corredor de árvores frutíferas e nativas da região.
 
 
 Na década de 50, quando a região começou a ser ocupada após a construção do Ramal de Dourados da estrada de ferro sorocabana, a cobertura florestal era de 85%. Hoje a realidade é inversa, somente há 16% de cobertura florestal, e o restante da região é composto por áreas agrícolas, (principalmente cana-de-açúcar), passagens e áreas urbanas.
Dentre as áreas protegidas, está a Estação Ecológica do Mico-Leão-Preto, que soma 6.600 hectares divididos em 4 partes de Mata Atlântica. Os pesquisadores seguem os micos em seu habitat para acompanhar seus hábitos, sua evolução, e fazem periodicamente coletas de sangue e pelos, para verificar a saúde e grau de parentesco dos animais.
 
 
O Mapa dos Sonhos, são as áreas prioritárias de reflorestamento para que essas 4 partes da estação ecológica se unam. Nem sempre é possível interligar os pontos com os corredores em linha reta, mas os moradores da região colaboram plantando mudas de árvores em seus quintais. O IPE fornece as mudas que a comunidade aprendeu a produzir – numa média de 25 mil mudas por mês – e distribui para a população. 
 
Da Durrell, vem a contribuição para a produção dessas mudas. Num programa que faz coleta de latas para reciclagem em Jersey, o montante arrecadado lá é revertido em mudas para o plantio aqui. Além disso com o Durrell Conservation Trust e suas campanhas,  que tem o apoio e participação de Henry, os valores arrecadados são revertidos para esse e vários outros projetos da Durrell em parcerias por todo o mundo.
Com isso a área no Paranapanema, aos poucos, se recompõe e com ela o equilíbrio do ecossistema também.
Para conhecer melhor o projeto dos Corredores assista ao vídeo do IPE
 
Sobre os projetos da Durrell Wildlife Conservation acesse Durrell Wildlife Conservation

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *